Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Raízes do Brasil

Sérgio Buarque de Holanda nasceu em São Paulo no ano de 1902. Era portanto muito jovem quando o modernismo irrompeu ruidosamente na cena cultural brasileira com a Semana de Arte Moderna em 1922.

Leia Mais

O Papa Francisco

Na América Latina, a partir do Concilio Vaticano II em 1961-65, a Igreja voltou seu olhar sobre os conflitos materiais do homem, sobretudo com a Teologia da Libertação. Havia uma ação pastoral para além do cuidado com o espírito, onde a Igreja buscava se alinhar com as forças laicas envolvidas com a libertação de injustiças sociais. A proximidade com uma práxis marxista assustou o Alto Clero do Vaticano e o Cardeal Ratzinger, papa Bento XVI, teve a missão de esmagar essa “primavera” cristã, perseguindo padres envolvidos com a Criação das Comunidades Eclesiais de Base, Direitos Humanos, Pastorais da Terra e outros padres operários que viviam militando um cristianismo comprometido com mudanças sociais e organização política dos excluídos. No Recife, logo após a visita de João Paulo II, a comunidade católica haveria de amargar o efeito dessa guinada à direita,...

Leia Mais

McLuhan, quem diria, acabou nas ruas.

Ranger os dentes contra as macro orelhas de Obama é hipocrisia.
Há charges maravilhas, engraçadas, críticas, cáusticas como todas devem ser. Ótimo.
Há centenas de análises “sócioantropopoliticas”, em defesa da soberania. Besteira.

Leia Mais

Ensaio Sobre a Estranheza: Impressões Sobre os Protestos Recentes No Brasil

Logo após os protestos do último dia 20 de junho, que levaram cerca de um milhão de pessoas às ruas, acompanhei, como internauta e usuária de redes sociais

Leia Mais

O Voo do Flamingo

Nos primeiros anos de década de noventa do século passado, a África do Sul, ainda dominada pelo Apartheid, estava na iminência de uma violenta guerra civil da maioria negra da população, que não suportava mais a repressão e a discriminação do governo racista da minoria branca. Na prisão há 26 anos, Nelson Mandela era o grande líder da luta mundial e africana contra o racismo e talvez a única personalidade política que poderia conduzir a África do Sul a uma transição para a democracia política e racial. Naquele ano, quando se iniciaram as primeiras conversas do presidente branco Frederik de Klerk com Mandela, ainda na prisão, um grupo de pesquisadores fez um estudo de cenários para a África do Sul que explorava quatro possibilidades. Se as conversas não levassem a um acordo, a guerra civil seria inevitável (Cenário Avestruz),...

Leia Mais

O Pulso ainda pulsa….(Titãs) – João Rego

Reflexões sobre sociedade, internet e as manifestações sociais de julho de 2013. João Rego  Para Marília que acabou de nascer. Tenho em minhas mãos a Revista Civilização Brasileira No. 16 de Novembro de 1967. Em sua a capa a foto de uma manifestação política, onde um jovem com óculos de intelectual carrega um cartaz que diz: NÃO SAIREMOS ENQUANTO NÃO FOREM LIBERTADOS ESTUDANTES E PADRES PRESOS! O conteúdo da revista, denso e instigante, tem artigos sobre marxismo, arte, desenvolvimento e pobreza, literatura, sindicalismo, inflação e ainda uma carta de Louis Altusser aos leitores brasileiros. Eu tinha apenas dezessete anos quando esta revista chegou às minhas mãos e, por mais que eu tentasse ler e entender os artigos, ficava sempre barrado pela impossibilidade da sua compreensão plena. Faltavam-me leituras anteriores – ainda não tinha vivido o suficiente para isso-, principalmente...

Leia Mais

O falso Dilema da Saúde no Brasil

Importar médicos de outros países ou melhorar as condições hospitalares? Esse é um falso dilema. A situação é caótica nos dois lados. Os hospitais estão a perigo, faltam equipamentos e faltam hospitais. E também faltam 54 mil médicos, segundo o Ministério da Saúde. O Brasil tem em média 1,8 médicos para cada mil habitantes, atrás dos países europeus (Espanha 4; Por tugal 3,9; Alemanha 3,6) e até de vizinhos latino americanos (Cuba 6; Argentina 3,2). Dentro do Brasil, a proporção de médicos por habitantes reflete as nossas desigualdades regionais: o Maranhão, por exemplo, tem somente 0,58 médicos por mil habitantes; o Amapá 0,78 e o Pará 0,77. O Governo Federal acaba de lançar o programa “Mais Médicos” com o objetivo de ampliar o número de médicos por habitantes e a sua distribuição no território, resposta pontual e isolada às...

Leia Mais

Plebiscito Pleno

Cristovam  Buarque > Na semana que passou, na Bahia, a Presidenta Dilma disse corretamente que o povo tem inteligência suficiente para votar em plebiscito. Mas não disse que a inteligência só funciona bem quando você tem todas as informações necessárias e a proposta dela não oferece essas informações. Não posso escolher inteligentemente na pergunta que ela coloca, se não sei de onde virão os recursos do fundo público para campanha, nem como eles serão distribuídos. Não é inteligente escolher o voto distrital sem saber como os distritos serão formados. Além disso, não é inteligente aceitar um plebiscito incompleto como forma de fazer uma reforma política. Nenhum democrata pode ser contra ouvir as vozes da rua por meio de plebiscito, ainda menos querer manipular o povo com perguntas limitadas e facciosas. O povo foi às ruas pedir uma revolução na...

Leia Mais

Crise Ambiental e Democracia

Elimar Pinheiro do Nascimento > Introdução Este ensaio tem como foco a identificação de ameaças à sobrevivência da democracia, em meio a um ambiente de crescentes incertezas provindas de uma crise ecológica sem igual na sociedade humana. Ele tenta identificar os vínculos entre a trajetória provável da crise ambiental e a reprodução da democracia. Supõe, o ensaio, que o desenrolar desta crise ambiental, mas não só, cria uma ameaça real e crescente à reprodução e ampliação do regime democrático no mundo. Para chegar ao foco do ensaio descrevo antes, e de forma suscinta, a crise ambiental. Na realidade, desenho mais as suas percepções, do que os processos empíricos propriamente ditos. Em seguida, relato em que consiste o novo campo social que está se criando, resultado dos debates em torno do significado e dos desdobramentos da crise ambiental. A noção...

Leia Mais

Impressões de um viajante: Machu Picchu – João Rego

João Rego A visita a Machu Picchu, no que diz respeito à estrutura turística do Peru, é algo de se admirar, pela competência e organização. Cusco, cidade que foi centro do domínio Quéchua, cujo imperador foi o Inca, recebe trinta e cinco voos diários com turistas do mundo inteiro. É de Cusco, cidade de meio milhão de habitantes, que se parte, em um trecho de ônibus e outro de trem, para se chegar a Águas Calientes, a cidade ao pé de Machu Picchu. Subimos em um pequeno ônibus num ziguezague de uma curta trilha até a entrada de Machu Picchu. Até ali nada de novo nem surpreendente. A surpresa foi quando, após andar uns duzentos metros, nos deparamos com a cidade de Machu Picchu. O cenário é estonteante e, dependendo da crença do viajante, todos os pensamentos explodem em...

Leia Mais

Parindo Um Rato

Sérgio C. Buarque > As manifestações públicas das últimas semanas no Brasil fertilizaram a política brasileira. Como resposta, o governo da Presidente Dilma Roussef, atrapalhado e despreparado, pariu um rato. Tudo que ela pensou como reação aos gritos das ruas contra a péssima qualidade dos serviços públicos e a corrupção na política e na gestão pública brasileiras foi um plebiscito para mudança nas regras eleitorais. Será que ela acredita que com o voto distrital puro e a lista fechada nas próximas eleições a educação pública dá um salto, a saúde pública chega ao “padrão FIFA” e o transporte público ganha qualidade a preço baixo? Será que ela acredita que o financiamento público das campanhas eleitorais acaba a corrupção política e governamental no Brasil e elimina os riscos de caixa dois e do mensalão? Difícil acreditar. Como é difícil imaginar...

Leia Mais

Cinema e Literatura: Uma Simbiose Semiótica

Chico de Assis > Introdução e justificativa                   É simbiótica, antes de ser semiótica!, a relação que se estabelece entre cinema e literatura, desde tempos muito antigos. Há quem veja, por exemplo, na Ilíada de Homero, momentos cinematográficos. Assim como Alberto da Costa e Silva viu Navio Negreiro, de Castro Alves, do ponto de vista cinematográfico. Embora filho legítimo do teatro, em “união estável” com a fotografia (quando posta em movimento, principalmente), o cinema herdou da literatura sua função narrativa e o roteiro – um dos componentes essenciais da chamada sétima arte – é também uma peça literária. Tanto assim que Buñuel, consagrado cineasta espanhol, acredita “que nada es más importante em la fabricación de una película que um buen guión”, razão por que em quase todas “mis películas (menos cuatro) he...

Leia Mais

Filipão 2014

Enquanto milhões de brasileiros se mobilizavam nas ruas exigindo serviços públicos de qualidade, condenando a corrupção (inclusive na construção das Arenas da FIFA) e manifestando descrédito com os políticos, nos gramados das Arenas da Copa das Confederações se formava uma seleção de futebol de qualidade, eficiente e competente. A seleção conquistou a Copa das Confederações de forma convincente e emocionante, despertando a euforia dos brasileiros nos estádios, nos bares, nos lares e nas ruas. Eh! Nas mesmas ruas das passeatas e, provavelmente, os mesmos participantes. Qual a relação entre os dois eventos, além dos protestos contra os desperdícios e desvios na construção das Arenas? De imediato, a competência e a visão estratégica de Filipe Scolari, sua capacidade de liderança e compromisso na formação de uma equipe e de um projeto nacional rumo à Copa 2014, denunciam o descompromisso, a...

Leia Mais