Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Crise federativa – Editorial

O Congresso Nacional abriu um novo conflito com o Governo da Presidente Dilma Rousseff com a aprovação, esta semana, da troca do indexador da dívida dos Estados e Municípios com a União, reduzindo praticamente à metade o estoque e os desembolsos dos entes federativos estaduais e municipais. No final do ano passado a presidente havia sancionado a lei que definia a essa nova regra, afirmando que as finanças estavam sob controle e o que pretendia, na verdade, era beneficiar a Prefeitura de São Paulo (PT), maior devedora da União (segundo a regra aprovada, a dívida de São Paulo deve cair de R$ 62 bilhões para cerca de R$ 36 bilhões). Malgrado isso, reagiu agora afirmando que a decisão do Congresso ameaça o ajuste fiscal em implantação. Embora ela tenha razão, esse não era o seu discurso antes da eleição...

Leia Mais

“Não se diz tudo ao marido” O feminismo não feminista de Conceição Lafayette – Luciano Oliveira

Conceição Lafayette é professora do Departamento de Sociologia da Universidade Federal de Pernambuco…

Leia Mais

A Batsebá de Rembrandt – João Humberto Martorelli

A história bíblica é de adultério e homicídio. Em Jerusalém, depois de mandar cercar a Rabá, Davi levantou-se do leito à hora da tarde…

Leia Mais

Ecos brasilienses – Eli S. Martins

Em Brasília a aposta é saber quem chega primeiro a cinco. Se a subida do dólar, o preço da gasolina ou a queda da popularidade da Dilma.

Leia Mais

Paixão sertaneja – Teresa Sales

Teresa Sales 18/março/2015 Prezado leitor, entre no Google e digite o nome do filme, A história da eternidade. Vá direto para o comentário da revista Veja e aí você será informado de aspectos técnicos do filme e de seu sucesso nacional, com os cinco principais prêmios do Festival de cinema de Paulínia em julho de 2014 e o prêmio de público do Festival Internacional de Cinema de São Paulo em outubro 2014. Indico essa fonte de informação não apenas pela crítica, comum a outros comentários ao filme, mas sobretudo por mostrar os três minutos iniciais do filme. Numa paisagem sertaneja gretada, solo cinzento contrastando com o céu azul, um cego está sentado em uma tora de madeira que lhe serve de assento, embaixo de um enorme umbuzeiro. Toca na sanfona uma canção lamurienta. Enquanto isso, o menino guia do...

Leia Mais

Recolhendo os cacos – Editorial

  Mais de um milhão de pessoas numa manifestação de ruas em um belo domingo de sol tem muito mais significado político que os 51 milhões de votos da oposição nas últimas eleições. A concentração desta enorme massa de brasileiros, convergindo para uma concentração em torno de bandeiras, mesmo difusas e até contraditórias, requer a mobilização de uma grande energia social que, por outro lado, depende de uma clara motivação política. A última pesquisa do Datafolha sobre a aprovação do governo parece confirmar a indignação ou o desencanto com o PT e com a Presidente Dilma Rousseff: em apenas três meses, a rejeição ao governo – classificação como ruim ou péssimo – saltou de 24% para 62%. No Nordeste, reduto petista seguro, que deu 70% dos votos a Dilma, esta rejeição chegou a 55%. E o mais significativo, para...

Leia Mais

Coreografias de salão – Fernando Dourado

Um indício do quão afinado está um casal pode ser medido no bufê do café da manhã do hotel. Quando ambos passaram uma noite intensa, e, inevitavelmente, despertaram fundidos…

Leia Mais

Assim na terra como no céu ou atentados para calar imagens – Camilo Soares

A violência dos atentados na redação do jornal satírico Charlie Hebdo em Paris e em uma palestra sobre liberdade de expressão em Copenhague…

Leia Mais

É isso um homem? – Ester Aguiar

Experiências recentes de denúncias de atos de barbaridade, violência e segregação, especialmente praticados contra membros de minorias vítimas de preconceito e rejeição…

Leia Mais

Ecos brasilienses – Eli S. Martins

Aos parentes e amigos da velhinha de Taubaté:
Não se preocupem. A nossa Presidenta declarou na TV que a crise é muito menor do que parece. Antes não existia crise, mas agora ela é pequeninha. Uma titica de nada.

Leia Mais

O juiz e o sigilo – João Humberto Martorelli

Alguns temas jurídicos permeiam a construção da sociedade brasileira de maneira intrigante, e merecem reflexão. Detenho-me, em primeiro lugar, na atuação do Juiz Sérgio Moro…

Leia Mais

Listas incomparáveis – Clemente Rosas

Que comparação podemos fazer entre a lista de Schindler e a lista de Janot?

Leia Mais

O exército de Stédile – Editorial

Neste final de semana, o Brasil se divide em duas manifestações políticas de rua altamente radicalizadas: no domingo o “Fora Dilma” organizado pelas redes sociais e pelas oposições em favor do impeachment da Presidente; e nesta sexta-feira o “Blinda Dilma” promovido pela CUT e outros movimentos sociais, incluindo o MST, em defesa da Presidente e da Petrobrás. Em manifestação “em defesa da Petrobras”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, num dos seus arroubos incendiários, declarou: “E nós sabemos brigar também, sobretudo quando o Stédile colocar o exército dele na rua”. Num momento delicado do Brasil, com a forte radicalização política que divide o país, o discurso de Lula é um incentivo ao confronto e à violência. E o líder nacional do MST-Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra está respondendo com o discurso radical e com a mobilização do movimento...

Leia Mais

Sobre perdas e restos humanos – João Rego

Somos constituídos por desejos. Essa é a nossa essência. Se o desejo só é possível como falta, então podemos inferir que somos sujeito em busca desesperada e incessante de algo que supra esta falta.

Leia Mais

Hipátia de Alexandria e o Dia Internacional da Mulher – José Eustáquio Diniz Alves

“Todas as religiões dogmáticas formais são falaciosas e nunca devem ser aceitas, em definitivo, por pessoas com autoestima.”

Leia Mais

A mais valia da corrupção – José Arlindo Soares

Não é preciso muito esforço para encontrar semelhanças e diferenças no modus operandi dos dois maiores escândalos de corrupção que foram apurados no Brasil nas últimas décadas.

Leia Mais

O Brasil desmantelado – Editorial

Com a economia brasileira em completa desorganização – inflação, volatilidade cambial (dólar ultrapassou R$ 3 reais) e déficit fiscal – no meio de uma instabilidade política que compromete a base de sustentação do governo, a bomba Lava Jato caiu em Brasília gerando desespero entre os políticos enquanto os nomes não surgem e as especulações aumentam. Pelas informações não confirmadas, os presidentes da Câmara de Deputados e do Senado estariam envolvidos e citados na corrupção da Petrobrás. Numa possível jogada de marketing, para se redimir da acusação, Renan Calheiros decidiu enfrentar o governo devolvendo a Medida Provisória que aumentava encargos sociais de alguns setores. Decisão correta pelo abuso de MPs sem urgência, mas tardia porque a avalanche de Medidas Provisórias dos últimos governos foi aceita e defendida por Renan Calheiros. Além de tardia, a decisão joga mais fogueira na crise...

Leia Mais

Comandante Abelardo – Fernando Dourado

Abelardo e a mãe tinham ido ao aeroporto de Guarulhos para deixar um parente. Já estavam quase na saída do terminal quando uma voz chamou-a pelo nome: “Diva”.

Leia Mais