Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Do “Princesa Leopoldina” para a Marcha dos 100 mil – Fernando Dourado

Acho que foi por volta de abril que começamos a ventilar em família a possibilidade de tomarmos um navio no meio do ano de 1968 para visitar o Rio de Janeiro.

Read More

Falta definir o time para começar o jogo – Elimar Pinheiro do Nascimento

Deveria ser proibido falar de política durante a Copa Mundial do Futebol, sobretudo quando você não vai para casa prematuramente, como foi no caso da Alemanha, campeã de 2014. Muitos ficaram com medo de que o mesmo ocorresse conosco, afinal a seleção ainda não correspondeu  às nossas expectativas.

Read More

Hebdocoisas na quarta do jogo – David Hulak

Um espectro ronda o mundo. Caiu a máscara da tolerância politicamente correta. Só dá não tolero, odeio; não me importa, fodam-se. Anos atrás, no falido Orkut – lembram daquela mídia “social”? – grupos criavam os Odeio Tal Coisa, mas os seus membros não ousavam demonstrar repulsa racial, étnica, homofóbica e coisas deste jaez.

Read More

Hebdomadário da Corte XX – Luciano Oliveira

Ah… não tem jeito! Mesmo sem a expectativa e a alegria de antigamente, basta a Copa do Mundo começar e me enfio numa bolha onde me isolo das encrencas do mundo: Lava-Jato, Donald Trump, Guerra às Drogas, Atlas da Violência, Jair Bolsonaro – tudo isso, e muito mais, fica de fora.

Read More

“Oye, Trump”: as eleições de 1º de julho no México – Helga Hoffmann

“Pobre México! Tan lejos de Dios y tan cerca de los Estados Unidos.” De tão repetida a frase já virou brincadeira e, pensando bem, nem é verdade, pois ser vizinho dos Estados Unidos tem desvantagens, mas tem também suas vantagens.

Read More

Togas Desonradas – Editorial

Na oportunidade em que a nação, tocada pelas seduções efêmeras de uma Copa Mundial de Futebol, esquece momentaneamente suas agruras sociais e econômicas, um grupo de ministros do nosso Supremo Tribunal Federal comete o que se pode chamar, sem exagero, de um crime de lesa-pátria.

Read More

Gilberto Freyre e o Estado Novo – Paulo Gustavo

Já faz mais de uma década que Gilberto Freyre, falecido em 1987, saiu de um limbo de silêncio em que certa inteligência brasileira ousou colocá-lo. Reducionismos daqueles que, emitidos por messiânicos ou analfabetos do próprio Freyre, traçaram visões e fronteiras simplistas, muitas nada mais sendo do que círculos…

Read More

Copas do Mundo: um tema para todos – Clemente Rosas

Das vinte copas do mundo de futebol realizadas até hoje, só não vivi as três primeiras: 1930, 34 e 38.  Mas da última delas tive notícia, pelas resenhas do meu pai, sobre o brilho dos nossos dois heróis:  Domingos da Guia, o baluarte quase intransponível na defesa, e Leônidas, o “diamante negro”…

Read More

America Last – Editorial

É cediça a observação, atribuída a Marx, de que a História não se repete, ou apenas se repete como farsa.  Mas, no momento que vivemos, cabe, na linha desta revista, a dúvida: Será?  Soubemos agora da decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de recambiar para os países de origem todos os imigrantes irregulares

Read More

Penta na Ásia: euforia na madrugada – Fernando Dourado

Depois de “Fim de festa no estádio do Sarrià” e de “É tetra, é tetra, é tetra…”,ambos publicados nesta “Será?” nas últimas semanas, hoje vem o último bloco. Este cobrirá os anos de 2002, 2006, 2010 e 2014, quando a Copa do Mundo foi realizada no Brasil.

Read More

Hebdomadário da Corte XIX – Luciano Oliveira

Chego a mais uma Copa do Mundo na minha vida. A primeira foi no longínquo ano de 1962, em Itabaiana, interior de Sergipe. Brasil bicampeão mundial de futebol. Dela, tenho apenas lembranças muito vagas. Era um menino, e como lá em casa…

Read More

“É tetra, é tetra, é tetra…” – Fernando Dourado

No artigo passado, procedi a um longo resgate das reminiscências gravadas na memória dos anos de 1958, 1962, 1966, 1970, 1974, 1978 e, finalmente, 1982, quando sucumbimos a três gols pelos pés do italiano Paolo Rossi, o que levou a que o futebol elevado à arte cênica jamais voltasse a ser o mesmo.

Read More

Ciro, o ilusionista – Sérgio C. Buarque

A entrevista de Ciro Gomes no programa “Roda Viva” foi uma peça brilhante de ilusionismo, misturando real conhecimento e experiência com uma descarada manipulação de dados, e uma linguagem demagógica, com floreio populista.

Read More

Tá ruim pra chuchu, mas… – Elimar Nascimento

Em 1989, Ulysses Guimarães, candidato à Presidência, era o político nacional de maior prestígio. Uma folha de serviços prestados invejável; reconhecimento em todas tribos urbanas; sem qualquer suspeita de corrupção; largo tempo de TV…

Read More

Livre Pensar – David Hulak

Não estou interessado na Copa. A última que mexeu comigo foi a de setenta. Depois daquela todos me achavam estranho, despatriota. Acompanhei a de 70 desde a fase de classificação quando o camarada João Saldanha, na primeira entrevista que deu, escalou a seleção, do goleiro ao ponta esquerda, e priu.

Read More

Declaração de Sentosa: prelúdio de paz? – Editorial

Os presidentes dos Estados Unidos Donald Trump e da Republica Democrática da Coreia Kim Jong-un se reuniram na ilha de Sentosa em Singapura, com muita pirotecnia. A substituição do bombardeio retórico entre o “homemzinho dos foguetes”

Read More

Fim de festa no estádio do Sarrià – Fernando Dourado

Nasci em 1958 e tinha três meses de vida quando arrebatamos a primeira Copa do Mundo. Bem entendido, não tenho nenhuma lembrança desse ano da graça, o que nunca me impediu de estufar o peito e de louvar a coincidência dos fatos.

Read More

Passeio em torno dos cães – Paulo Gustavo

Uma amizade de 15 mil anos não é todo dia que se encontra. Não se trata de lobo em pele de cordeiro, como diz o ditado, mas de lobo em pele de cão, pois, segundo os estudiosos, em algum momento de um longínquo passado, aquele, o lobo, em uma de suas variantes, teria se transformado neste, o cão.

Read More

Livre Pensar – David Hulak

Dispensando os leitores até esta sexta, no domingo, fui aconselhado por um dos Editores para anotar o que me causa espécie, estupor, todos os dias.

Read More

Hebdomadário da Corte XVIII – Luciano Oliveira

Passei uma semana sem me desgrudar do livro Lima Barreto: triste visionário, de Lilia Schwarcz, volumosa biografia do primeiro escritor brasileiro a reivindicar a condição de “escritor negro”.

Read More

No limite da esperança – Luiz Alfredo Raposo

O governo Temer durou um ano. E foi um bom governo. Chegou lá sem precisar prometer nada. E seguiu direitinho a agenda certa. Depois, começou a ser demolido. Primeiro, foi a ação do comando formado por três patriotas: Joesley, Janot e Fachin. O que rendeu dois pedidos de impeachment no Congresso.

Read More

Tragédia do cotidiano – Editorial

Por trás da crise econômica e dos conflitos sociais e políticos do Brasil, desenrola-se uma tragédia humana, com o assassinato de dezenas de milhares de brasileiros, numa guerra sem causa, sem inimigos nem fronteiras

Read More

Aramís – Luiz Otavio Cavalcanti

Seja bem-vindo, Aramís. Tu que ingressaste no mundo nessa segunda feira. Corajosamente. Inusitadamente. Cercado de limitações. Cingido por temores. Sem sequer conseguir chegar à maternidade. Mas chegaste ao mundo.

Read More

Livre Pensar – David Hulak

Cão danado, todos a ele. Antes do forrobodó causado pela greve dos caminhoneiros não li ou ouvi o cacete quebrando nas costas de Parente e da Petrobrás. Agora querem a sua cabeça e privatização ampla geral e irrestrita.

Read More

Hebdomadário da Corte XVII – Luciano Oliveira

“Uêba! Uêba!” – como diz o Macaco Simão. Esta semana, só tem crítica cultural.
Finalmente, com vários meses de atraso, conheci, via YouTube, Jojô Todynho e seu mega-sucesso Que tiro foi esse?Transcrevo os primeiros versos…

Read More

Maio de 1968: para além de “ostras para todos” – Helga Hoffmann

Qual é o legado do 68? É possível resumir os acontecimentos daquele ano e efeitos de longo prazo? Até que ponto vale tratar 1968 como marco mundial de significado comum para eventos diferentes em países diversos e que tiveram em cada país consequências próprias?

Read More

O Brasil que sai (ou não sai) da greve dos caminhoneiros – Editorial

A greve dos caminhoneiros e das transportadoras parou o Brasil durante dez dias de tensão, trapalhadas do governo e dispersão das lideranças e das pautas inflexiveis e radicais do movimento. Governo frágil e incompetente, negociou de joelhos e cedeu mais do que devia e podia.

Read More

Políticos de Ontem e de Hoje: Dois documentos históricos e algumas reflexões – Clemente Rosas

Carta de Mateus Gomes Ribeiro, Secretário da Fazenda da Paraíba, ao Interventor do Estado, Gratuliano Brito

Read More

Pesquisas para Presidente: Algumas Inferências – Maurício Costa Romão

Três grandes Institutos realizaram pesquisas nacionais de intenção de votos para presidente da República agora neste mês de maio: Datafolha, Paraná Pesquisas e MDA/CNT.

Read More