Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Sinfonia da Ressurreição de Mahler, a busca pelo sentido da vida – Frederico Toscano

Em novembro de 2016, o manuscrito da Sinfonia n.º 2 de Gustav Mahler(1860-1911) foi vendido por 4,5 milhões de libras esterlinas, batendo o recorde segundo a Sotheby’s por ser o manuscrito musical mais caro da História.

Read More

Carpeaux, prazer em conhecê-Lo! – Paulo Gustavo

Conheci Otto Maria Carpeaux (quase escusado dizer que por metonímia) em 1980, numa viagem ao Rio de Janeiro. Aos 23 anos, eu mal saíra da adolescência. E ele, o grande autor, mal desaparecera do cenário intelectual brasileiro, uma vez que morrera havia pouco: em 1978.

Read More

Memorias de Redação: “Projeto Aripuanã” – Ivanildo Sampaio

Em meados dos anos 70 do século passado, quando o Mato Grosso ainda era um Estado único – não existia Mato Grosso do Sul – estive lá, diversas vezes, como repórter de um grupo empresarial que já não existe. Encantava-me aquele mundão líquido e verde, escuro e misterioso…

Read More

Livre Pensar – David Hulak

O pensamento voa e as palavras vão a pé, dizia Julien Green,… ,claudicando por topadas na realidade, completo eu. Chemnitz, no Estado da Saxônia. Pacaraima, divisa com a Venezuela. Lá os “supremaxistas” arianos, neonazistas; cá, a massa de manobra de campanhas eleitorais. Do Not Forget.

Read More

Hebdomadário da Corte XXIX – Luciano Oliveira

A propósito do hebdô da semana passada, um leitor me disse que achou o termo “desintrincamento”, da lavra de Lefort, mais do que rebarbativo: achou-o obscuro. Comprometi-me em esclarecê-lo. Vamos lá! Nos textos originais, escritos em francês, o que aparece é “désintrication”.

Read More

Roraima em chamas – Editorial

Enquanto eram sírios e africanos que afundavam no Mediterrâneo e eram impedidos de entrar em alguns países europeus, a migração em massa era um problema distante, que não nos afetava. Agora, o desmantelo de quase duas décadas da aventura populista e autoritária na Venezuela

Read More

Quem será o presidente da República? – Teresa Sales

Um debate sobre “Eleições 2018: quem vai ganhar?”, motivaram-me a escrever este artigo. De tudo o que ouvi no debate, chamou-me mais atenção o que não é novidade: a instituição mais confiável para a população brasileira é a Igreja.

Read More

Vida e morte em Varanasi – Fernando Dourado

O ano se encaminhava para o fim e eles saíram de Nova Déli logo cedo, por volta das sete horas. Segundo o concierge do hotel, antes deste horário a neblina não os deixaria progredir e o trajeto seria temerário. Já se viajassem apenas um pouco mais tarde, os engarrafamentos os impediriam de avançar a boa velocidade…

Read More

O jogo tem início – Elimar Pinheiro do Nascimento

A semana que está findando foi rica em divulgação de pesquisas eleitorais. Pelos menos três institutos tiveram seus resultados amplamente divulgados. Nada extraordinário, afinal, o jogo começou. Um começo esquisito, pois um dos candidatos, de longe o melhor colocado, provavelmente não participará.

Read More

Hebdomadário da Corte XXVIII – Luciano Oliveira

De Antonio Gramsci, com quem terminei o hebdô da semana passada, pulo para Claude Lefort: sai a “direção hegemônica” do primeiro e entra a “invenção democrática” do segundo. Morto em 2010, Lefort foi um filósofo da política que exerceu uma marcante influência sobre mim em relação ao que chamo…

Read More

A longa agonia venezuelana – Editorial

A entrada em massa de venezuelanos em Roraima é apenas uma pequena parte do acelerado processo de  emigração de um país destroçado por décadas de governos populistas e autoritários. Desde o ano 2000, cerca de quatro milhões de cidadãos (quase 13% do total da população) fugiram do caos da Venezuela, em busca de sobrevivência e oportunidades em outros países.

Read More

Filosofia Hindu: Introdução – João Rego

Havia prometido aqui escrever sobre a filosofia hindu (Barbárie, cultura e religião Cf, Revista Será? 25.11.2016), objeto de meu interesse desde jovem, quando fui apresentando à obra do místico Paramahansa Yogananda[1].

Read More

Hebdomadário da Corte XXVII – Luciano Oliveira

Terminei o hebdô da semana passada pensando no problema da diferença entre o escravo e o explorado: ainda que sejam ambos uns fodidos, o segundo pode sair por aí vendo o mundo – nem que seja por uma janela de ônibus – e gostar disso!

Read More

“Ruptura”: A Democracia em Perigo – Paulo Gustavo

“Ruptura, a crise da democracia liberal”, o mais novo ensaio do sociólogo e pensador espanhol Manuel Castells, acaba de chegar ao Brasil, onde, como testemunhamos todos os dias, a democracia, longe de ser a madeira que cupim não rói, não é mais que um aglomerado oscilante…

Read More

O jogo começou – Editorial

A corrida à Presidência da República começou com o registro dos candidatos no TSE-Tribunal Superior Eleitoral, e com a convicção geral de que, apesar da inscrição de Luis Inácio Lula da Silva, a chapa do PT-Partido dos Trabalhadores será encabeçada por Fernando Haddad, já que Lula seguramente será considerado inelegível.

Read More

Turquia: política econômica do grito sem eco – Helga Hoffmann

A Turquia foi para as manchetes no fim da semana passada, a começar por “Moeda turca desaba”. De fato, a lira perdeu quase 18% do seu valor em apenas um dia, 10 de agosto.

Read More

O Primeiro Debate – Elimar Pinheiro do Nascimento

A abertura do primeiro debate, a primeira cena, poderia prestar-se a título de um filme: sete homens e uma mulher. Mas não passava de um simples reflexo do lugar do masculino e do feminino em nosso país.

Read More

Hebdomadário da Corte XXVI – Luciano Oliveira

Volto aos “treze versos a serem escritos” sobre a hipótese da disjunção entre capitalismo e democracia – mote com que terminei o hebdôda semana passada. Bem, dir-se-ia: e qual é a novidade? Qualquer pessoa sabe disso. A Itália, a França, os Estados Unidos etc.

Read More

A Nicarágua e os limites da institucionalidade – Alcides Pires

Tive a oportunidade de, há cerca de um mês, passar uma semana em Manágua, capital da Nicarágua, a trabalho. A situação de conflito entre o governo e o povo leva a efeitos concretos que eu pude sentir antes mesmo de embarcar, através da advertência direta de esperar o carro da empresa e não usar qualquer transporte disponível no aeroporto.

Read More

Orfeu e Eurídice de Gluck, o triunfo do amor sobre a morte – Frederico Toscano

Quem foi assistir à estreia de Orfeu e Eurídicedo compositor alemão Christoph Willibald Gluck(1714-1787) no antigo Burgtheater de Viena, em 5 de outubro de 1762, pensou que veria mais uma ópera sobre os velhos mitos gregos, mas estava completamente enganado.

Read More

A aposta de Florisvaldo Manga – Fernando Dourado

Fizesse chuva ou sol, estivesse o médico no Rio de Janeiro ou fora da cidade, Neco Borborema, um paraibano com alma mineira, tinha autorização de Dr. Florisvaldo Manga para jogar por ele na Mega-Sena sempre que o valor do prêmio anunciado ultrapassasse os R$ 20 milhões.

Read More

Quanta insensibilidade! – Editorial

O STF-Supremo Tribunal Federal não parece devidamente informado sobre a realidade do país em que está inserido, e ao qual deveria servir como uma das instâncias máximas da República. Com a decisão desta semana, incluindo no orçamento de 2019 um aumento de 16,38% nos salários dos ministros…

Read More

Uma Evocação de Evaldo Coutinho – Paulo Gustavo

No último 23 de julho, o filósofo pernambucano Evaldo Coutinho teria completado 107 anos. Teria, porque infelizmente nos deixou há exatos onze anos. Conheci-o pessoalmente já octogenário, na década de 1990. Inicialmente, só de vista, nas salas de aula do Centro de Artes…

Read More

Hebdomadário da Corte XXV – Luciano Oliveira

Fui picado pela mosca azul da teoria (terreno que não chega a ser o meu forte) e eis-me aqui, na sequência do “hebdô” da semana passada – onde explorava a hipótese da dinâmica capitalista como trazendo consigo um “potencial emancipador”

Read More

Livre Pensar – David Hulak

Façam seu jogo, senhores e senhoras, diz a roda da fortuna travestida de crupiê. Vou de Vermelho 27? Se der Preto17 a culpa será de Nelson Gonçalves. “Vermelho vinte e sete… Seu dinheiro tanta gente alimentou …Deu preto dezessete, nem um cão entre os amigos encontrou…”.

Read More

Do Porto de Hamburgo ao Porto de Santos – Helga Hoffmann

Amo cidades portuárias. Eu vivi mais de dois anos em Hamburgo, de dezembro de 1975 a fevereiro de 1978. Não só vivi: trabalhei, pertinho do Alstersee, o grande lago no centro de Hamburgo, e paguei imposto de renda e previdência social.

Read More

Que Estado nós desejamos? – Jorge Jatobá

Estado, mercado e democracia são instituições vencedoras após séculos de debates ideológicos intensos, e muitas vezes de conflitos sangrentos, sobre o papel e o protagonismo de cada um. Estado e mercado não podem tudo, e o primeiro deve regular inteligentemente o segundo…

Read More

Dançando no abismo – Editorial

De acordo com Ciro Gomes, Lula e o PT estão convidando “o Brasil para dançar uma valsa na beira do abismo” quando insistem na candidatura do ex-presidente condenado em segunda instância e, portanto, inelegível de acordo com a Lei da Ficha Limpa (entrevista recente na GloboNews).

Read More