Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Será?

Por que lançar mais um blog na rede virtual já saturada de informação? O que acrescentar a este alucinado bombardeio de dados, notícias e informações que circulam e inundam o planeta?

Leia Mais

Norma de Bellini, a tragédia de uma paixão proibida – Frederico Toscano

Mestre do chamado bel canto, a arte de expressar dramas intensos através do “belo canto”, o compositor italiano Vincenzo Bellini (1801-1835) seguiu e aprofundou o legado operístico de Gioacchino Rossini…

Leia Mais

From Russia with love – Fernando Dourado

Cheguei a Frankfurt depois de um breve cochilo e um almoço decente. Fui direto para o terminal B, de onde saem os voos para a Europa do Leste e, lá chegando, vi diminuírem as chances de encontrar a tal roupa de frio de que precisava.

Leia Mais

A Memória sem Grilhões – Clemente Rosas

Álvaro Moreyra, em seu livro “As Amargas, Não”, clássico da literatura de reminiscências, conta o diálogo com o seu carcereiro, ao sair de prisão por delito de pensamento, nos turbulentos anos 30 do passado século.

Leia Mais

A franqueza do ministro – Ivanildo Sampaio

Muitas pessoas do mundo jurídico parecem não gostar muito do ministro Gilmar Mendes  – e algumas fazem questão de deixar claro que não gostam, mesmo. Franco, aberto, algumas vezes até mesmo inconveniente…

Leia Mais

Transição e Transições – Elimar Nascimento

É objeto de estudos o fenômeno do aumento do desligamento da realidade por parte de políticos e governantes em momentos de crise. A incapacidade notória de não ver o óbvio. Estamos assistindo a uma dessas manifestações, de caráter exemplar.

Leia Mais

Segurança jurídica e indignação – Editorial

A decisão do STF – Supremo Tribunal Federal (com seis votos, portanto maioria, já favoráveis) confirmando a homologação da delação premiada do Grupo J&, e o poder de homologação do relator foi…

Leia Mais

Basta! – Editorial

Basta! O Brasil não aguenta mais tamanha desfaçatez, cinismo e descompostura dos homens públicos de todos os Poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário – em todos os níveis da Federação. Basta!

Leia Mais

O que estava realmente em jogo no julgamento do TSE – Elimar Pinheiro do Nascimento

Ficamos todos indignados com o resultado do julgamento das irregularidades nas eleições de 2014, em relação à chapa Dilma-Temer.

Leia Mais

Encontros com Marcel Proust: Amor e ciúme, fios da mesma lâmina – Paulo Gustavo

Em seu livro “Proust, os horrores do amor” (não traduzido no Brasil), o filósofo Nicolas Grimaldi nos lembra que na “Busca” o amor é sempre “evocado como uma patologia”.

Leia Mais

Como homenagear o centenário da Revolução Russa? – Helga Hoffmann

Será um centenário incômodo? Pouca gente parece lembrar que foi há cem anos que comunistas tomaram o poder na Rússia, no que ficou conhecido como a Revolução de Outubro.

Leia Mais

Democracia brasileira: uma delicada tessitura da história – João Rego

A democracia, como processo dinâmico e estruturante de uma sociedade moderna, pressupõe que o arranjo institucional dê espaço à diversidade ideológica, fruto da complexa malha constituída pelos diversos grupos sociais imersos nessa sociedade.

Leia Mais

O Barbeiro de Sevilha de Rossini, a comédia musical por excelência – Frederico Toscano

Um dos mais bem-sucedidos compositores da história, Gioacchino Rossini (1792-1868) surgiu no início do século XIX como o “salvador” da ópera italiana. Lembrado sobretudo por suas célebres aberturas…

Leia Mais

Anotações de uma viagem solitária de Leste a Oeste da Polônia – Fernando Dourado

Se você está na terra de Ludwik Zamenhof, o linguista que tentou desfazer o nó da Torre de Babel e criou o Esperanto – a sonhada língua universal -, nada mais esperável que se sinta tentado a almoçar no café do mesmo nome…

Leia Mais

Nordeste: a formação regional de um espaço em crise – Roberto Smith

A herança da disparidade regional do Nordeste deve ser entendida como uma construção histórico-social e não pode ser associada a uma causalidade de ordem natural (secas, por exemplo).

Leia Mais

Justiça e Democracia – Editorial

São dois valores, duas instituições que não se separam.  Uma não subsiste sem a outra.  Temos disso uma boa prova com o presente julgamento, pelo TSE, da acusação de ilegalidades cometidas pela chapa Dilma-Temer, nas últimas eleições.

Leia Mais

Pensamentos soltos no meio da confusão geral – Elimar Pinheiro do Nascimento

Quanto tempo Temer ficará no poder? Alguns dias se resolver renunciar. O personagem, já foi comprovado, não tem estatura para isso. Alguns meses se o TSE o condenar, pois há recursos no próprio…

Leia Mais

Renuncia, Temer! – Editorial

O senhor já deu uma colaboração importante para tirar o Brasil do atoleiro econômico e definiu uma agenda altamente positiva e consistente de redefinição do modelo fiscal necessária para a recuperação da capacidade de investimento públlico e da confiança dos agentes econômicos.

Leia Mais

Causos Paraibanos: Argonautas Paroquiais – Clemente Rosas

Éramos adolescentes, por volta dos quinze anos, eu e meu irmão, quando fomos convidados para um passeio de barco especial: pelos autores do convite – dois padres – e pelo destino – um convento de freiras…

Leia Mais

Encontros com Marcel Proust: Estilo e Precisão – Paulo Gustavo

Sobre Proust corre a fama — não sem razão — de ser um autor de longos períodos e extensas frases. Frases à tiroir, frases que se engavetam umas nas outras, também chamadas de frases-centopeia.

Leia Mais

Uma estória baseada em fatos reais? – Alcides Pires

O Chefe, um empreendedor de meia-idade, mora a seis quadras da praia. Ele tem uma pizzaria movimentada, fatura direitinho e tem 19 funcionários. Somente o gerente e os dois supervisores de turno ganham mais de 2 mil.

Leia Mais

Além da JBS – Luiz Otavio Cavalcanti

Compare-se Votorantim e JBS. Um tem itinerário árduo de mais de cinquenta anos de trabalho. Outro tem dez anos de improvável construção. Um tem sistema de governança regulamentado. Outro tem esquema de patrimonialismo revogado.

Leia Mais

Don Giovanni de Mozart, a ópera das óperas – Frederico Toscano

O compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) é uma figura ímpar na história da ópera. Outros grandes mestres, entre eles Giuseppe Verdi (1813-1901) e Richard Wagner (1813-1883), deixaram sua marca exclusivamente na ópera…

Leia Mais

A Polônia onde até a paisagem fala iídiche – Fernando Dourado

Márcia Diamond me perguntou ao telefone que cara tem a cidade de Lublin. Normalmente desinteressada por tudo o mais que não seja o universo lúdico de seus cães de estimação, por uma vez me surpreendi com a curiosidade dela por essas bandas do mundo.

Leia Mais

O Estranho Nome da Rosa – Luiz Alfredo Raposo

Justiça se faça: Temer vinha trabalhando certo. Tinha agenda e sabia negociá-la com o Congresso, como há muito não se via. Resultado, o temporal aos poucos ia embora: a produção ensaiava uma recuperação, a inflação e os juros caiam, as demissões pararam.

Leia Mais

Desabafos em face das maluquices a que assistimos – Elimar Pinheiro do Nascimento

Perdoem meus amigos e poucos leitores, impossível fazer uma análise de conjuntura em face de uma realidade que ganha, de lavada, da imaginação literária.

Leia Mais

A agenda perdida – Sérgio C. Buarque

O governo Temer acabou, e acabou de forma vergonhosa, com estas conversas indecentes de um presidente da República com um empresário mafioso que, junto com Marcelo Odebrecht e outros empresários menores, parecia mandar no Brasil.

Leia Mais

O escandaloso perdão do delator – Editorial

Tão suspeito quanto as conversas do presidente Michel Temer com o dono da JBS, que praticamente desmontou o governo, foi o processo de homologação da delação premiada de Joesley Batista. E, que prêmio ele recebeu pela fantástica delação!

Leia Mais

Sem Temer, pelas Reformas! – Editorial

Os fatos políticos parecem indicar que Michel Temer não pode mais continuar na presidência da República. A suspeita de tentativa de obstrução da Justiça pelo presidente, comprando o silêncio de Eduardo Cunha, acabou com o que lhe restava de respeitabilidade e condições para governar.

Leia Mais

Antonio Candido (1918-2017) – Fernando da Mota Lima

Morreu enfim meu imortal preferido: Antonio Candido. Foi tão longevo e lúcido que já me parecia ser de fato imortal. Devo a ele o mais importante encontro intelectual de minha vida. Foi quando o visitei em 1995.

Leia Mais