Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

As derradeiras reflexões de Dionísio Wiener – Fernando Dourado

Quando percebeu que urgia tomar uma providência, e tão logo começou a fazer a ronda de especialistas e hospitais, expondo-se de mau grado à sisudez e à impontualidade dos médicos, Dionísio se deu conta de que todos os prazos estavam…

Read More

Hebdomadário da Corte X – Luciano Oliveira

Estes dias, em vez de livros, ando lendo leis! (Não é a minha leitura favorita, mas, como diz um antigo provérbio chinês que Hannah Arendt gostava de citar, “é uma maldição viver em tempos interessantes”…) Sim, leis.

Read More

Causos Paraibanos: Figuras dos meus verdes anos ii – Clemente Rosas

Chico Gaioleiro, assim chamado por fazer gaiolas de passarinhos, é o primeiro dessa lista de infelizes.  Com grave doença, não sei se hepática ou renal, era acometido de hidropisia, e se apresentava, com o ventre tão…

Read More

Hebdomadário da Corte IX – Luciano Oliveira

Depois de uma depressão passageira (toc! toc! toc!) que me acometeu a semana passada, volto a encarar o mundo: como sempre, barricado atrás dos livros. Ando lendo La société punitive, de Michel Foucault (curso que ele ministrou noCollège de Franceentre 1972 e 1973).

Read More

Hebdomadário da Corte VIII – Luciano Oliveira

Ontem, quarta-feira (data-limite que me imponho para enviar o “hebdô” à Será?), ainda não tinha dado à luz uma mísera linha. E como o pensamento não fluía, deixei-o flanar.

Read More

Causos Paraibanos – Figuras Dos Meus Verdes Anos – I – Clemente Rosas

É bem conhecida a afirmação do poeta inglês, de que a criança é pai do adulto.  Poucos anos de sua infância passou Manuel Bandeira no Recife, e esse tempo impregnou, assumidamente, toda a sua obra. 

Read More

Caicó, Seridó – Fernando Dourado

Durante muitos anos, pareceu-me fora de propósito e de proporção que uma simples viagem de carro com meu pai pudesse render tantas reminiscências ao longo de uma vida fértil em tantas outras viagens como foi a minha.

Read More

Carmina Burana de Carl Orff, sorte e desventura na roda da fortuna – Frederico Toscano

Uma curiosidade que muitos apreciadores da chamada “música erudita” nunca pararam para pesquisar é qual a peça clássica mais ouvida desde que foi gravada pela primeira vez.

Read More

Hebdomadário da Corte VII – Luciano Oliveira

Curto, grosso e sem luvas de pelica: eu acho Jair Bolsonaro, como fenômeno político, uma coisa horrível; e o fato de haver não-sei-quantos por cento de brasileiros dispostos a votar nele para presidente da república, uma coisa horripilante.

Read More

Brava gente del Mezzogiorno – Fernando Dourado

Se você já foi a Nápoles, e de lá se animou a pegar um trem, ou mesmo um carro, e se desceu ao longo da costa em direção ao bico da bota da Península, lá onde fica Reggio Calabria, diante da Sicília, algumas coisas lhe terão chamado a atenção no lindo trajeto.

Read More

Poesia Completa de um Poeta Completo – Paulo Gustavo

Chegou recentemente às livrarias um livro do qual todo pernambucano deveria se orgulhar. Refiro-me a “Alberto da Cunha Melo – Poesia Completa”, publicado pela Editora Record e organizado por Cláudia Cordeiro da Cunha Melo, crítica literária e viúva do poeta.

Read More

Hebdomadário da Corte VI – Luciano Oliveira

Acho que ninguém gosta de flanelinha. E até acho normal não gostar. Afinal, como não se sentir incomodado por esses camaradas que, de flanela na mão e aos gritos (muitas vezes uns com os outros), insistem em mostrar uma vaga que você mesmo acabou de ver?

Read More

Hebdomadário da Corte V – Luciano Oliveira

O hebdomadário desta semana (relevem o pleonasmo) vem com atraso de mais de um mês! Talvez ele tivesse sido escrito antes se, em 31 de janeiro último, eu tivesse lido a Veja que então foi às bancas.

Read More

Como a me pedir desculpas – Teresa Sales

Em tamanho, aí no Brasil seria uma birosca. Uma garagem de sobrado. Cheguei ás cinco horas, aproveitando um pequeno estio. A voz do fadista se ouvia três ou quatro portas antes, na estreita calçada de pedras portuguesas.

Read More

No final, tudo é medo – Fernando Dourado

Até poucos anos atrás, ao despertar, eu elevava os pés o mais alto que podia e, de um salto só, colocava-os no chão com firmeza tal que eles seguravam este corpanzil sem lugar a sustos.

Read More

Hebdomadário da Corte IV – Luciano Oliveira

Começo meu “hebdô” com um post-scriptum ao da semana que passou. Se os meus cinco leitores (número mínimo de leitores que Machado de Assis reivindicava para seu Brás Cubas) ainda se lembram, na semana passada eu comentava com “a pena da galhofa” (como diria ainda Machado) o envio, para uma carceragem de São Paulo…

Read More

Prospect Park – Fernando Dourado

Tantos anos passados, acredito que jamais voltaria a pensar em Malka Geld, não tivesse o acaso feito com que fosse fuçar os arquivos à procura de uma resenha do escritor Laub – hoje rabino, residente em Safed, nos contrafortes da Alta Galileia…

Read More

Alicerce – Teresa Sales

Crônica é sub-leve, nuvens passageiras. Romance tem mais sustança. Os alicerces ficaram, contudo, enterrados por muitos anos, décadas. Conto agora ao leitor algum deles.

Read More

Hebdomadário da Corte III – Luciano Oliveira

Lembrei-me um dia desses do filósofo inglês John Locke (1632 – 1704), especialmente do seu Segundo Tratado sobre o Governo Civil, aparecido em 1689, ao ler matéria sobre um relatório da Oxfam informando que seis bilionários brasileiros concentram uma riqueza igual à renda dos 100 milhões de brasileiros mais pobres.

Read More

Hebdomadário da Corte – II – Luciano Oliveira

Rua sete de setembro, centro do Recife, na frente da extinta Livro 7, carnaval de 2018. Ali volto, como faço todos os anos no Sábado de Zé Pereira, em busca do que sobrou do “Nóis sofre mais nóis goza”. Busco rostos conhecidos, alguns dos quais encontrava ritualmente uma vez por ano.

Read More

Missão em Neudorf, Alsácia – Fernando Dourado

Ir até Estrasburgo e visitar o que ele chamava de seu retiro, nem tinha me passado pela cabeça seriamente. Foi minha mulher que se saiu com a ideia durante uma viagem a Paris, cidade que nos remeterá sempre a ele.

Read More

Diários do Pina – Joana, rainha do baile – Teresa Sales

O Diário do Pina viajou ontem para o Poço da Panela. Vestiu fantasia, colocou máscara e foi brincar. Aqui na minha terra, no carnaval, não se dança, não se samba: se brinca. Comprei uma máscara nova quando começaram as prévias do carnaval deste ano, na mão de uma artista, Guya.

Read More

Hebdomadário da Corte – 09.02.2018 – Luciano Oliveira

O dobre de finados já tangeu o primeiro mês de 2018, e o novo ano parece ir repetindo as “chacrinices” do velho: Lula vai para a cadeia, ou não vai? Luciano Huck vai para o trono, ou não vai? Ando cansado de tudo isso, e acho que muita gente também.

Read More

A Confra da Revista Será? – João Rego

Diferentemente de muitos grupos que insistem em se encontrar em dezembro, nosso encontro para marcar a passagem do ano foi em janeiro. Na verdade, a Revista Será? nasce como fruto de nossos encontros etílico-gastronômicos.

Read More

Compêndio de clichês paulistanos comentados – Fernando Dourado

Pedir desculpas pela objetividade, e muitas vezes pela contundência, é o que manda a boa norma. Mas a marca identitária paulistana aflora quando o sujeito alega que a rudeza de modos advém do fato de que trabalhou no mercado financeiro, onde tudo é “pão pão, queijo queijo”.

Read More

Causos Paraibanos: Tipos Populares – Clemente Rosas

Um dos encantos das pequenas cidades – a João Pessoa da minha infância poderia ainda enquadrar-se nessa categoria – é a presença de tipos populares, que ganham notoriedade por alguma característica física, ou mental, que apresentem. 

Read More

Diários do Pina: 23 de janeiro de 2018 – Teresa Sales

Se esse diário fosse postado em tempo real, os leitores poderiam ficar sabendo antes da TV e das redes sociais e sobretudo dos jornais escritos (nos quais as notícias são da véspera). Ficariam sabendo que quando voltei da caminhada, às 6:30 da manhã, acabara de cair um helicóptero da Globosat.

Read More

O espírito de Paris – Fernando Dourado

Muitas vezes deploramos a impossibilidade de reviver sensações de encantamento, e muito menos de não mais poder reatar com o frescor das emoções então avivadas, quando vielas ainda eram fadadas a virar avenidas.

Read More

As Quatro Estações de Vivaldi, a plena harmonia entre música e natureza – Frederico Toscano

Sob vários aspectos a vida de Antonio Lucio Vivaldi (1678-1741) foi tão intensa quanto sua música. Filho de violinista, seguiu os passos do pai enquanto estudava para o sacerdócio – passando a ser conhecido futuramente como “Padre Ruivo” …

Read More

Diários do Pina – 11 de janeiro de 2018

Na primavera do ano passado, plantei no quintal de seu Elias, meu vizinho da frente, um coqueiro e uma castanhola. Duas árvores que apreciam a terra arenosa e salgada à beira mar. Coqueiro é coqueiro. Ou pé de coco.

Read More