Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Hebdomadário da Corte X – Luciano Oliveira

Estes dias, em vez de livros, ando lendo leis! (Não é a minha leitura favorita, mas, como diz um antigo provérbio chinês que Hannah Arendt gostava de citar, “é uma maldição viver em tempos interessantes”…) Sim, leis.

Read More

Causos Paraibanos: Figuras dos meus verdes anos ii – Clemente Rosas

Chico Gaioleiro, assim chamado por fazer gaiolas de passarinhos, é o primeiro dessa lista de infelizes.  Com grave doença, não sei se hepática ou renal, era acometido de hidropisia, e se apresentava, com o ventre tão…

Read More

Hebdomadário da Corte IX – Luciano Oliveira

Depois de uma depressão passageira (toc! toc! toc!) que me acometeu a semana passada, volto a encarar o mundo: como sempre, barricado atrás dos livros. Ando lendo La société punitive, de Michel Foucault (curso que ele ministrou noCollège de Franceentre 1972 e 1973).

Read More

Hebdomadário da Corte VIII – Luciano Oliveira

Ontem, quarta-feira (data-limite que me imponho para enviar o “hebdô” à Será?), ainda não tinha dado à luz uma mísera linha. E como o pensamento não fluía, deixei-o flanar.

Read More

Causos Paraibanos – Figuras Dos Meus Verdes Anos – I – Clemente Rosas

É bem conhecida a afirmação do poeta inglês, de que a criança é pai do adulto.  Poucos anos de sua infância passou Manuel Bandeira no Recife, e esse tempo impregnou, assumidamente, toda a sua obra. 

Read More

Hebdomadário da Corte VII – Luciano Oliveira

Curto, grosso e sem luvas de pelica: eu acho Jair Bolsonaro, como fenômeno político, uma coisa horrível; e o fato de haver não-sei-quantos por cento de brasileiros dispostos a votar nele para presidente da república, uma coisa horripilante.

Read More

Hebdomadário da Corte VI – Luciano Oliveira

Acho que ninguém gosta de flanelinha. E até acho normal não gostar. Afinal, como não se sentir incomodado por esses camaradas que, de flanela na mão e aos gritos (muitas vezes uns com os outros), insistem em mostrar uma vaga que você mesmo acabou de ver?

Read More

Hebdomadário da Corte V – Luciano Oliveira

O hebdomadário desta semana (relevem o pleonasmo) vem com atraso de mais de um mês! Talvez ele tivesse sido escrito antes se, em 31 de janeiro último, eu tivesse lido a Veja que então foi às bancas.

Read More

Hebdomadário da Corte IV – Luciano Oliveira

Começo meu “hebdô” com um post-scriptum ao da semana que passou. Se os meus cinco leitores (número mínimo de leitores que Machado de Assis reivindicava para seu Brás Cubas) ainda se lembram, na semana passada eu comentava com “a pena da galhofa” (como diria ainda Machado) o envio, para uma carceragem de São Paulo…

Read More

Hebdomadário da Corte III – Luciano Oliveira

Lembrei-me um dia desses do filósofo inglês John Locke (1632 – 1704), especialmente do seu Segundo Tratado sobre o Governo Civil, aparecido em 1689, ao ler matéria sobre um relatório da Oxfam informando que seis bilionários brasileiros concentram uma riqueza igual à renda dos 100 milhões de brasileiros mais pobres.

Read More

Hebdomadário da Corte – II – Luciano Oliveira

Rua sete de setembro, centro do Recife, na frente da extinta Livro 7, carnaval de 2018. Ali volto, como faço todos os anos no Sábado de Zé Pereira, em busca do que sobrou do “Nóis sofre mais nóis goza”. Busco rostos conhecidos, alguns dos quais encontrava ritualmente uma vez por ano.

Read More

Diários do Pina – Joana, rainha do baile – Teresa Sales

O Diário do Pina viajou ontem para o Poço da Panela. Vestiu fantasia, colocou máscara e foi brincar. Aqui na minha terra, no carnaval, não se dança, não se samba: se brinca. Comprei uma máscara nova quando começaram as prévias do carnaval deste ano, na mão de uma artista, Guya.

Read More

Hebdomadário da Corte – 09.02.2018 – Luciano Oliveira

O dobre de finados já tangeu o primeiro mês de 2018, e o novo ano parece ir repetindo as “chacrinices” do velho: Lula vai para a cadeia, ou não vai? Luciano Huck vai para o trono, ou não vai? Ando cansado de tudo isso, e acho que muita gente também.

Read More

Causos Paraibanos: Tipos Populares – Clemente Rosas

Um dos encantos das pequenas cidades – a João Pessoa da minha infância poderia ainda enquadrar-se nessa categoria – é a presença de tipos populares, que ganham notoriedade por alguma característica física, ou mental, que apresentem. 

Read More

Diários do Pina: 23 de janeiro de 2018 – Teresa Sales

Se esse diário fosse postado em tempo real, os leitores poderiam ficar sabendo antes da TV e das redes sociais e sobretudo dos jornais escritos (nos quais as notícias são da véspera). Ficariam sabendo que quando voltei da caminhada, às 6:30 da manhã, acabara de cair um helicóptero da Globosat.

Read More

As Quatro Estações de Vivaldi, a plena harmonia entre música e natureza – Frederico Toscano

Sob vários aspectos a vida de Antonio Lucio Vivaldi (1678-1741) foi tão intensa quanto sua música. Filho de violinista, seguiu os passos do pai enquanto estudava para o sacerdócio – passando a ser conhecido futuramente como “Padre Ruivo” …

Read More

Diários do Pina – 11 de janeiro de 2018

Na primavera do ano passado, plantei no quintal de seu Elias, meu vizinho da frente, um coqueiro e uma castanhola. Duas árvores que apreciam a terra arenosa e salgada à beira mar. Coqueiro é coqueiro. Ou pé de coco.

Read More

Diários do Pina: 26 de dezembro de 2017 – Teresa Sales

As garrafas de cerveja sacolejavam de traz pra frente e vice-versa, aos bruscos movimentos do metrô da Green Line de Boston. Vagões pequenos de um trem que parece, ainda hoje, de brincadeira; verdes, por óbvio.

Read More

Diários do Pina 14 de dezembro de 2017 – Teresa Sales

Quatro e meia da madrugada. Acordo e principio os preparativos para o dia. Até descascar uma banana prata para comer à macaco, elevador e rua afora, atravessando a muralha protegida por guardiães da noite do meu edifício de apartamentos, já são cinco. O sol acabou de nascer.

Read More

Nona Sinfonia de Beethoven, um pujante apelo à fraternidade universal – Frederico Toscano

Alguém já se perguntou por que o CD foi lançado em 1982 com a capacidade de armazenar 74 minutos de música? Curiosamente, isso teve tudo a ver com a última sinfonia do grande compositor alemão Ludwig van Beethoven…

Read More

Paixão segundo São Mateus, a mais dramática partitura de Bach – Frederico Toscano

Universalmente aclamada como uma das obras-primas da música ocidental, a Paixão segundo São Mateus (ou Passio Domini nostri J.C. secundum Evangelistam Matthæum, no seu título original em latim) é a obra mais extensa do compositor alemão Johann Sebastian Bach (1685-1750).

Read More

Guimarães Rosa: Uma visão não-apologética – Clemente Rosas

A publicação, na Revista Será?, do luminoso artigo de Paulo Gustavo, a propósito dos cinquenta anos da morte de Guimarães Rosa, levou-me a encarar projeto bastante antigo, para cuja realização me vinha faltando coragem. 

Read More

Guimarães Rosa: Meio século de posterioridade – Paulo Gustavo

Não fosse o Brasil tão pouco afeito à Literatura — ou, dizendo de outro modo, fosse mais literariamente educado —, as celebrações a Guimarães Rosa nestes seus 50 anos de morte estariam pipocando e bombando nas instituições literárias e culturais do País.

Read More

Mistério e êxtase no Réquiem de Mozart – Frederico Toscano

Quase 226 anos após a sua morte, o compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) continua nadando na crista da onda da popularidade internacional. Em 2016, foi aclamado como o artista que mais vendeu discos, superando astros da música pop como Adele e Beyoncé…

Read More

Os Voluntários da Paz – Ivanildo Sampaio

Foi em 1965, ainda estudante e estagiário, sob a ditadura do marechal Castelo Branco e coberto de má vontade, que fui escalado para  fazer uma reportagem sobre a presença do Peace Corps em Pernambuco…

Read More

Encontros com Proust – Onívora pupila: reflexão e moralidade – Paulo Gustavo

Não é preciso qualquer leitura aprofundada de “Em busca do tempo perdido” para se saber que ela abriga um vasto repositório de reflexões.

Read More

Salomé de Strauss, o resgate polêmico de uma figura bíblica – Frederico Toscano

Mesmo sendo considerado o último compositor romântico alemão, as influências operísticas de Richard Georg Strauss (1864-1949) não podem ser reduzidas a um único estilo.

Read More

Madama Butterfly de Puccini, um choque cultural no Extremo Oriente – Frederico Toscano

O compositor italiano Giacomo Puccini (1858-1924) – que tinha um enorme nome de batismo (Giacomo Antonio Domenico Michele Secondo Maria Puccini) – ocupa lugar ímpar na história da ópera graças a La Bohème…

Read More

No tempo dos discos voadores – Ivanildo Sampaio

Pode parecer ficção, mas já houve um tempo em que grande parte das famílias brasileiras acreditava na existência de discos voadores. Ou de OVNIs – Objetos Voadores Não Identificados, que surgiam e desapareciam no céu,

Read More

Encontros com Proust: O caráter mental da realidade – Paulo Gustavo

Qualquer leitor mais atento da “Busca” tem a vívida sensação de que sempre há muito por decifrar, pois o real da narrativa sempre propõe, senão exatamente enigmas, novas e curiosas surpresas.

Read More