Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Ecos Brasilienses – Eli S. Martins

Eli S. Martins*

Personagem do filme V de Vingança.

Personagem do filme V de Vingança.

GANHANDO

Hoje, a Selic já tem mais ponto do que o meu Vasco! Mas está longe de ganhar do Sport. Melhor surpresa do campeonato brasileiro.

DICA DE MORADOR DE RUA

Ismeralda, minha vizinha enfermeira, escutou um dia desses de um morador de rua: “Enquanto a Lava Jato se aprofunda, a crise nos afunda.” A sabedoria não tem endereço. Mas, Ismeralda é otimista: “Se continuar assim, o País vai ficar melhor na próxima década”.

NINGUEM MAIS MORRE DE TÉDIO: AGOSTO CHEGOU

“Todo dia é um susto, e o dia seguinte uma incógnita”. Considerações filosóficas de Elizardo, meu companheiro de quarto no hospital. Nesta velocidade, toda notícia é velha. Ontem era a fase 16a da Operação Lava Jato, agora já é a 17a, denominada de Pixuleco. E começou com a prisão de José Dirceu, e em seguida….incógnita.

DIVERSÃO HOSPITALAR

Uma das formas divertidas de passar o tempo em um Hospital é o de colecionar o que a tia Dilma fala, e as reações da imprensa. E agosto tem mais, pois ela vai viajar e falar para o povo na ofensiva de “início” de governo. Finalmente! Vai ser divertido. Esta, que o Elio Gaspari destacou, é ótima: “Nós, como governantes que somos, não podemos nos dar ao luxo de não ver a realidade com olhos muito claros”. Quem souber o que isso quer dizer ganha um fim de semana em Miami, diz o jornalista. E meu neto acrescentou: “Governante bom é governante de óculos”.

A PRISÃO DA ESTRATOSFERA

Um dia desses a Ministra de Desenvolvimento Social declarou que no Brasil não tem mais fome. Dona Isabela, minha faxineira, que também trabalha na Esplanada, não deixou por menos: “Este povo ainda não desembarcou do Brasil que eles inventaram na campanha”.

GAZETANDO AULA

Esta da Dilma foi para o You tube: “A taxa aqui é de 4, na Hungria de 13. 13 menos quatro é sete”. Meu neto não perdoou: “Esta mulher não foi para escola, não?”

ENCURTAMENTO DA CRISE

Há dois meses os sustos eram semanais. Agora, são diários. Renato Duque, diretor da Petrobras indicado por José Dirceu, está negociando sua delação premiada. Além dele tem mais três na fila. O futuro é cada vez mais incerto E será ainda mais com o início do Congresso, as CPIs e as novas prisões.

RENAN É SÓ RISO….ATÉ QUANDO?

O Planalto já concluiu que Renan é quem pode dar a governabilidade tão almejada. Mas, a conta é alta! Saída do Mercadante, de que é desafeto desde o tempo em que eram colegas no Senado; redução do ministério, para mostrar a opinião pública que ele é forte; magnânima ajuda a seu filho, governador de Alagoas; derrubada do Janot e consulta nas medidas econômicas e politica a serem adotadas, para alimentar o ego, que ninguém é de ferro, já dizia Ascenso Ferreira. O problema é quem será o alvo da 18a fase da Lava Jato?

CRISE DE INTELIGÊNCIA

Os analistas de nossa conjuntura falam de múltiplas crises. Mas falta uma: a de compreensão da realidade. O povo lá do Planalto tem dificuldades em entender o que se passa no Brasil. A tia Dilma, em reunião com os governadores, na quinta, 30/07, disse esta preciosidade: “A expectativa é que a inflação comece a cair a partir do próximo ano. A combinação de redução de inflação com equilíbrio fiscal vai criar as bases para um novo ciclo de expansão do crédito e contribuirá para um incremento do consumo das famílias. Essas são as bases para um novo ciclo de crescimento.” A mulher ainda não entendeu que o modelo baseado no consumo alimentado por gastos públicos morreu? E investimento, nada?

O BOM SENSO

Não podemos deixar de elogiar o bom senso de lideranças como Fernando Henrique Cardoso, Aloysio Nunes, Marina Silva e Cristovam Buarque. Na FSP (2/8/2015) Marina foi estadista: “A gente está no fundo do poço porque a preocupação é maior com as eleições do que com o futuro da nação”

SALVA POR WO?

A Dilma pode ficar no poder graças a debilidade de seus adversários e das instituições fragilizadas. O TCU tem três membros sob suspeitas, e o presidente da Câmara é cada vez mais culpado de corrupção, na opinião pública. As pedras no caminho, contudo, ainda são grandes. Três são bem visíveis: as manifestações de 16, o julgamento do TCU e a decisão do TSE. Ademais da grande incógnita: a Lava Jato. O melhor, porém, são os imprevistos. O irmão de José Dirceu abre o bico?

ATENÇÃO!

Meu vizinho confeiteiro morreu de medo quando soube que o juiz Sergio Moro chegou na conferência, que deu recentemente em Curitiba, dirigindo seu carro em companhia apenas de sua mulher. Hoje, Moro é o homem mais odiado e mais querido do Brasil. E o perigo maior é agora, quando as investigações chegam aos políticos. Sobretudo, alguns políticos conhecidos como mafiosos. Atenção PF, o homem vale ouro!

* Observador anônimo da política nacional.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *