Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Literatura

Filosofia Hindu: Introdução – João Rego

Posted by on ago 17, 2018 in Filosofia Hindú, Literatura | 1 comment

Filosofia Hindu: Introdução – João Rego

Havia prometido aqui escrever sobre a filosofia hindu (Barbárie, cultura e religião Cf, Revista Será? 25.11.2016), objeto de meu interesse desde jovem, quando fui apresentando à obra do místico Paramahansa Yogananda[1].

read more

Hebdomadário da Corte XXVII – Luciano Oliveira

Posted by on ago 17, 2018 in Literatura, O Hebdomadário da Corte | 0 comments

Hebdomadário da Corte XXVII – Luciano Oliveira

Terminei o hebdô da semana passada pensando no problema da diferença entre o escravo e o explorado: ainda que sejam ambos uns fodidos, o segundo pode sair por aí vendo o mundo – nem que seja por uma janela de ônibus – e gostar disso!

read more

Hebdomadário da Corte XXVI – Luciano Oliveira

Posted by on ago 10, 2018 in Literatura, O Hebdomadário da Corte | 0 comments

Hebdomadário da Corte XXVI – Luciano Oliveira

Volto aos “treze versos a serem escritos” sobre a hipótese da disjunção entre capitalismo e democracia – mote com que terminei o hebdôda semana passada. Bem, dir-se-ia: e qual é a novidade? Qualquer pessoa sabe disso. A Itália, a França, os Estados Unidos etc.

read more

Orfeu e Eurídice de Gluck, o triunfo do amor sobre a morte – Frederico Toscano

Posted by on ago 10, 2018 in História da Música Clássica, Literatura | 0 comments

Orfeu e Eurídice de Gluck, o triunfo do amor sobre a morte – Frederico Toscano

Quem foi assistir à estreia de Orfeu e Eurídicedo compositor alemão Christoph Willibald Gluck(1714-1787) no antigo Burgtheater de Viena, em 5 de outubro de 1762, pensou que veria mais uma ópera sobre os velhos mitos gregos, mas estava completamente enganado.

read more

A aposta de Florisvaldo Manga – Fernando Dourado

Posted by on ago 10, 2018 in Literatura | 3 comments

A aposta de Florisvaldo Manga – Fernando Dourado

Fizesse chuva ou sol, estivesse o médico no Rio de Janeiro ou fora da cidade, Neco Borborema, um paraibano com alma mineira, tinha autorização de Dr. Florisvaldo Manga para jogar por ele na Mega-Sena sempre que o valor do prêmio anunciado ultrapassasse os R$ 20 milhões.

read more

Hebdomadário da Corte XXV – Luciano Oliveira

Posted by on ago 3, 2018 in Literatura, O Hebdomadário da Corte | 4 comments

Hebdomadário da Corte XXV – Luciano Oliveira

Fui picado pela mosca azul da teoria (terreno que não chega a ser o meu forte) e eis-me aqui, na sequência do “hebdô” da semana passada – onde explorava a hipótese da dinâmica capitalista como trazendo consigo um “potencial emancipador”

read more

Livre Pensar – David Hulak

Posted by on ago 3, 2018 in Literatura, Livre Pensar - David Hulak | 4 comments

Livre Pensar – David Hulak

Façam seu jogo, senhores e senhoras, diz a roda da fortuna travestida de crupiê. Vou de Vermelho 27? Se der Preto17 a culpa será de Nelson Gonçalves. “Vermelho vinte e sete… Seu dinheiro tanta gente alimentou …Deu preto dezessete, nem um cão entre os amigos encontrou…”.

read more

Do Porto de Hamburgo ao Porto de Santos – Helga Hoffmann

Posted by on ago 3, 2018 in Literatura | 2 comments

Do Porto de Hamburgo ao Porto de Santos – Helga Hoffmann

Amo cidades portuárias. Eu vivi mais de dois anos em Hamburgo, de dezembro de 1975 a fevereiro de 1978. Não só vivi: trabalhei, pertinho do Alstersee, o grande lago no centro de Hamburgo, e paguei imposto de renda e previdência social.

read more

Once upon a time in Paris – Fernando Dourado

Posted by on jul 27, 2018 in Literatura | 14 comments

Once upon a time in Paris – Fernando Dourado

Tudo começou com um passeio ao cemitério de Montparnasse, um local aprazível para celebrar os primeiros dias de primavera. Logo à entrada principal, poucos passos à direita, estão lado a lado os túmulos de Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir.

read more

Hebdomadário da Corte XXIV – Luciano Oliveira

Posted by on jul 27, 2018 in Literatura, O Hebdomadário da Corte | 0 comments

Hebdomadário da Corte XXIV – Luciano Oliveira

Como professor na área das ciências sociais e humanas, tenho muitos alunos “críticos”. O qualificativo, claro, remete à filiação marxista que seu enunciado evoca. Como costuma acontecer, são também pessoas afinadas com as “novas” pautas culturaisque adentraram ruidosamente a cena pública de alguns anos para cá.

read more