Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Literatura

Hebdomadário da Corte XXXIV – Luciano Oliveira

Posted by on out 5, 2018 in Literatura, O Hebdomadário da Corte | 4 comments

Hebdomadário da Corte XXXIV – Luciano Oliveira

Como muita gente, nesta antevéspera do primeiro turno das eleições, estou com medo. Disseram-me que na carreata pró-Bolsonaro no domingo último, em Boa Viagem, manifestantes faziam o gesto em “L”, com o polegar e o indicador em riste, simbolizando o velho Colt dos faroestes americanos que encantavam…

read more

Como Aznavour mudou minha vida – Fernando Dourado

Posted by on out 5, 2018 in Literatura | 7 comments

Como Aznavour mudou minha vida – Fernando Dourado

Amanhã, dia 5 de outubro de 2018, talvez à mesma hora da publicação deste simulacro de réquiem na revista “Será?”, o jovem Emmanuel Macron falará para a França e o mundo diante do caixão do ator e cantor Charles Aznavour, no pátio interno dos Inválidos, em cerimônia de poucos precedentes em local tão simbólico.

read more

La Serva Padrona de Pergolesi, de entreato a paradigma operístico – Frederico Toscano

Posted by on set 28, 2018 in Introdução à Ópera, Literatura | 0 comments

La Serva Padrona de Pergolesi, de entreato a paradigma operístico – Frederico Toscano

As mudanças ocorridas na Europa no raiar do século XVIII provocaram profundas alterações nas relações sociais, políticas, econômicas, culturais que culminaram em rupturas significativas, especialmente, no campo ideológico.

read more

Hebdomadário da Corte XXXIII – Luciano Oliveira

Posted by on set 28, 2018 in Literatura, O Hebdomadário da Corte | 3 comments

Hebdomadário da Corte XXXIII – Luciano Oliveira

É tempo de concluir essas reflexões lefortianas sobre a democracia dizendo alguma coisa sobre a “tentação totalitária” que a ronda permanentemente. O perigo é compreensível e faz parte mesmo da sua dinâmica

read more

Abundância: o discurso misericordioso de magnânimos, ardilosos e benevolentes – Fernando Dourado

Posted by on set 21, 2018 in Literatura | 1 comment

Abundância: o discurso misericordioso de magnânimos, ardilosos e benevolentes – Fernando Dourado

“Puxa, cara, estou genuinamente sentido por você. Nunca tive ilusão de que não estávamos em lados opostos do espectro político. Sempre soube que sim. Menos mal que isso quase nunca abalou nossa amizade.

read more

Hebdomadário da Corte XXXII – Luciano Oliveira

Posted by on set 21, 2018 in Literatura, O Hebdomadário da Corte | 0 comments

Hebdomadário da Corte XXXII – Luciano Oliveira

Acho que faltou no “hebdô” da semana passada um post-scriptumendereçado ao leitor que me sugeriu escrever sobre legalidade e legitimidade. Escrevo-o agora, me valendo outra vez do pensamento de Claude Lefort – do qual tenho me servido nessas reflexões sobre democracia.

read more

Bachianas Brasileiras nº 5 de Villa-Lobos, um clássico dos trópicos – Frederico Toscano

Posted by on set 14, 2018 in História da Música Clássica, Literatura | 3 comments

Bachianas Brasileiras nº 5 de Villa-Lobos, um clássico dos trópicos – Frederico Toscano

Incrivelmente prolífico, o carioca Heitor Villa-Lobos (1887-1959) era um personagem exuberante, tendo alcançado o status de maior compositor na música clássica brasileira.

read more

Hebdomadário da Corte XXXI – Luciano Oliveira

Posted by on set 14, 2018 in Literatura, O Hebdomadário da Corte | 0 comments

Hebdomadário da Corte XXXI – Luciano Oliveira

Um dos meus cinco leitores sugeriu-me que abordasse nessa série de reflexões sobre a democracia a distinção entre legalidade e legitimidade. Como se sabe (todo estudante de direito aprende isso logo nas primeiras aulas), nem tudo que é legal é legítimo, e nem tudo que é legítimo é legal.

read more

Hebdomadário da Corte XXX – Luciano Oliveira

Posted by on set 7, 2018 in Literatura, O Hebdomadário da Corte | 0 comments

Hebdomadário da Corte XXX – Luciano Oliveira

A democracia como um regime que acolhe a legitimidade do debate sobre o legítimo e o ilegítimo é um mote tantas vezes repetido na obra de Claude Lefort que o nosso José Guilherme Merquior, num livro sobre o marxismo ocidental, o qualificou de “prolixo”.

read more

Desventuras Náuticas – Clemente Rosas

Posted by on set 7, 2018 in Literatura | 7 comments

Desventuras Náuticas – Clemente Rosas

Volto a falar do mar porque agora, em regresso definitivo à minha querência, eu o tenho por companhia permanente, e na primeira luz dos dias já posso conferir, de minha varanda, seu brilho, sua cor e seus humores.  Na verdade, tenho convivido com ele desde a mais tenra infância. 

read more