Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Quem ameaça a democracia brasileira? – Editorial

Editorial

Rui Falcão - Presidente Nacional do PT

Rui Falcão – Presidente Nacional do PT

Comentando a Operação Lava Jato e elogiando um manifesto de advogados que veem na atuação da Policia Federal e da Justiça “uma espécie de Inquisição”, o presidente do PT, Rui Falcão, afirma, em artigo na página do partido, que “o combate à corrupção, a corruptos e corruptores, não pode servir à violação de direitos, nem tampouco para fragilizar a democracia, tão duramente conquistada”. Ninguém pode discordar desta assertiva. Mas, senhor Falcão, quem é mesmo que está ameaçando a democracia brasileira? Os que perseguem com firmeza e sem contemplação os poderosos e os milionários envolvidos no sistema de corrupção instalado no país? Ou aqueles que, como o PT-Partido dos Trabalhadores e seu governo, montaram esta máquina poderosa de saque às empresas estatais e de desmoralização das instituições, da política e do Congresso, com a compra de apoio em larga escala?  O manifesto e o artigo de Falcão mostram mais uma vez a tática utizada à exaustão pelo PT, de inversão da culpa e da resposabilidade pelos desmandos e crimes cometidos no setor público. Para eles, os culpados são sempre os outros, são sempre aqueles que criticam e julgam o partido que foi símbolo da ética mas que, como disse o ministro da Casa Civil do seu governo, Jaques Wagner, “se lambuzou”, se melou na lama da corrupção como recurso central para permanência no poder. As acusações grosseiras do manifesto dos advogados foram duramente contestadas pelo presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), João Ricardo Costa: É “uma forma de exercer alguma pressão no poder judiciário”, disse o presidente, e “reflete muito mais o interesse pessoal dessas pessoas que estão envolvidas no processo e dos advogados que estão defendendo estas pessoas do que exatamente o interesse público”. Comparar a Lava Jato com a Inquisição, como afirmam os advogados, ou dizer que a operação é um “embrião de estado de exceção”, como disse Rui Falcão, é ridículo e uma manipulação desonesta dos fatos para despertar medo e dúvida nos brasileiros.  Quem ameaça a democracia brasileira não é a Operação Lava Jato mas aqueles que ela está desmascarando como corruptos e corruptores que desestabilizam as instituições brasileiras.

7 Comentários

  1. Concordo integralmente !
    Basta ver os caminhos nada democráticos seguidos pelos nossos vizinhos na AL.

  2. Concordo com o que aqui foi exposto Querem misturaralho com bugalho, uma velha fórmula ultrapassada da esquerda falida com a quebra do muro de Berlim

  3. Lenin disse certa vez:”Acuse os adversários do que você faz, chame-os do que você é!”. Essa é a tática de Lula e do PT.

  4. No assunto educação, o PT ignora as crianças e ataca de bonzinho com esta história de cotas nas universidades. Jovens beneficiados, felizes e pronto pra pregar a militância deste “maravilhoso” partido, que deu a eles oportunidades e dignidade, enquanto isto, a nossa realidade educacional continua falindo. As nossas crianças, por ainda não votarem, não são interessantes dentro deste projeto ganancioso e oportunista do confuso “PTDB”. Senador, quero deixar bem claro, não tenho a menor confiança nesta oposição, que segue caminhos tão imundo quanto a situação, salvo raríssimas exceções, uma delas o senhor.

  5. Simples assim, retratando apenas os fatos, ha um roubo institucionalizado, proteção inexplicável do Janot para com os mentores (lula e dilma), proteção na justiça do supremo, aparelhada pela dupla, incompetência generalizada do governo que tem penalizado ao povo brasileiro, e ai vem um bando de advogados remunerados com dinheiro ( e bota grana nisso)mal havido, dinheiro surrupiado de brasileiros, e não vao achar que tem ofensa ao sistema democrático no pais, apenas com as delações premianas a “fonte seca” e estes que acobertam os roubos se tornam sócios da sucia.

  6. Se você tem dinheiro, comprovadamente sujo e paga a alguém com esse dinheiro; quem recebe….

  7. Todo aquele que enaltece o indigesto manifesto hostilizador da “Lava Jato” também se encontra na faixa de corrupto, juntamente com todos os advogados que defendem o indefensável, tanto é assim, que seus clientes estão presos e até agora não conseguiram libertá-los.

Deixe Um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *