Pages Navigation Menu

Penso, logo duvido.

Como homenagear o centenário da Revolução Russa? – Helga Hoffmann

Será um centenário incômodo? Pouca gente parece lembrar que foi há cem anos que comunistas tomaram o poder na Rússia, no que ficou conhecido como a Revolução de Outubro.

Leia Mais

Coreia do Norte e os túneis da ameaça nuclear – Helga Hoffmann

Seul, a capital da Coreia do Sul, toma um ar festivo na primavera. Dessa vez esses meses de clima ameno estão mais agitados e tensos no país inteiro, especialmente para os de 10 milhões de habitantes do município da capital…

Leia Mais

Campanha eleitoral na França: o risco das previsões – Helga Hoffmann

Ao fim da campanha eleitoral para o primeiro turno da eleição francesa de 23 de abril, ninguém se arrisca a prever o resultado. Depois que as pesquisas de opinião e analistas supostamente racionais se enganaram sobre Brexit…

Leia Mais

O Tempo da Justiça e o Tempo da Economia – Helga Hoffmann

Políticos populistas, de qualquer tendência, dependem mais que os outros do seu faro político, da capacidade de captar certas tendências do momento e criar a partir delas um relato distorcido que cola nelas o significado que mais lhes convém.

Leia Mais

Trump’s gifts to Xi Jinping for the Chinese New Year – Helga Hoffmann

Since January 27th, until February 2d, the Chinese people commemorate their New Year. It is a family celebration. Traditionally it was a spring festival, it was the start of a new cycle of tilling and planting…

Leia Mais

Os Presentes de Trump a Xi Jinping no Ano Novo Chinês – Helga Hoffmann

De hoje, 27 de janeiro, até 2 de fevereiro, os chineses celebram seu Ano Novo. É uma celebração da família. Tradicionalmente era um festival da primavera, celebrava-se o início de um novo ciclo das…

Leia Mais

Uma Semana de Hipocrisia – Helga Hoffmann

A “superlua” não mudou de tamanho, mas passou mais perto do seu planeta esta semana. Foi também semana de “superaviões”, que…

Leia Mais

Crise dos Refugiados (7): sem vitória sem trégua sem roteiro – Helga Hoffmann

Em Aleppo, grupos de milicianos rebeldes tratam de manter seu controle nas zonas que ocuparam, enquanto a população civil tenta sobreviver em meio às ruínas e os bombardeios em vários bairros.

Leia Mais

Crise dos refugiados (6): Afinal, o que é um refugiado? – Helga Hoffmann

Nesta quinta-feira, 22 de agosto, a ONU iria retomar o envio de ajuda humanitária para a Síria. Um comboio estava sendo carregado principalmente de suprimentos médicos a serem entregues em…

Leia Mais

E o professor aprovou a aluna: Belluzzo no Senado em defesa de Dilma Rousseff – Helga Hoffmann

O IBGE acaba de divulgar: o PIB no primeiro semestre de 2016 encolheu 4,6% em relação a igual período de 2015, seguindo a queda de 5,2% do segundo semestre de 2015.

Leia Mais

Crise dos refugiados (5): a ONU em duas frentes – Helga Hoffmann

Nas costas do Mediterrâneo o verão está chegando, com céu azul, tempo quente e águas tranquilas, ao gosto dos turistas. Com mar mais calmo, mais barcos com refugiados afundam e vão afundar.

Leia Mais

Matutando sobre os Matutos (Linhas tortas duma votação) – Helga Hoffmann

Cliquei no “like” para o Editorial da “Será?” na semana passada, em 22 de abril de 2016. De fato, nossos deputados não são suíços. E depois, continuei matutando.

Leia Mais

Meu Abril de 1964 – Helga Hoffmann

Günter Grass, em meados dos anos cinquenta, estava escrevendo uma de suas obras de ficção, e em dado momento já tinha escrito muitos pedaços, “mas a primeira frase continuava faltando”, segundo ele.

Leia Mais

Crise dos refugiados (4): até onde chega o cessar-fogo? – Helga Hoffmann

Um frágil cessar-fogo na Síria já dura mais que as previsões que se faziam quando ele começou a valer, em 27 de fevereiro.

Leia Mais

Crise dos Refugiados (3): muros vão se erguendo – Helga Hoffmann

Um ex-militar inglês, Rob Lawrie, morador de Leeds e pai de 4 filhos, foi julgado em Boulogne, França, 14 janeiro pp., por “delito de solidariedade”. Tentou levar para a Inglaterra uma menininha de 4 anos…

Leia Mais

Cotidiano do absurdo na Paulicéia – Helga Hoffmann

O passageiro entrou, queria ir para o aeroporto. “Eu levo o senhor, mas não posso conversar”, disse o taxista. O passageiro olhou espantado: “Como assim?”

Leia Mais

Juros mantidos em 14,25%: para sinalizar o que? – Helga Hoffmann

A incerteza sobre o futuro da economia do Brasil está tão grande e a previsão tão difícil que já tem gente que acha que é melhor ouvir os astros! Não será pior que ouvir o Nobel de Economia que dá palpite…

Leia Mais

Negociações Cuba-EUA pelas desapropriações: o que será da casa de Hemingway? – Helga Hoffmann

Há um ano, em 17 de dezembro, tivemos a boa surpresa do reatamento das relações diplomáticas entre Cuba e os Estados Unidos. Houve entusiasmo de ambos os lados, as duas bandeiras juntas desfraldadas.

Leia Mais

O feminismo abusado na política e no Enem – Helga Hoffmann

Está difícil manter a calma na discussão com certas militantes do feminismo nesta primavera de 2015. Só em parte devido a uma questão dentre as fáceis do ENEM deste ano. A discussão chegou ao mesmo nível…

Leia Mais

Nobel da Paz pela Democracia – Helga Hoffmann

Este ano, o Prêmio Nobel da Paz foi para os tunisinos. E eles merecem, por manter viva a esperança de um futuro democrático. Tem toda razão Mohamed Fadhel Mahfoudh, presidente da Ordem Nacional dos…

Leia Mais

Crise dos Refugiados: E depois de “Willkommen”? – Helga Hoffmann

O inverno está chegando à Europa, e alguns países europeus estarão preocupados com a calefação nos abrigos de emergência em que está grande parte dos refugiados.

Leia Mais

Investimento na perspectiva negativa – Helga Hoffmann

Que isso ia acontecer era sabido. Aliás, no jargão dos economistas, o mercado já havia “precificado” uma perda do grau de investimento, isto é, o Brasil já estava pagando juros por crédito (seja títulos da dívida pública, seja bônus corporativos)…

Leia Mais

E a Grécia? Vai mudar de grupo? – Helga Hoffmann

Como a Grécia, país até agora classificado no grupo dos desenvolvidos, chegou a esta situação, em que ONGs europeias estão estudando maneiras de oferecer ajuda humanitária? O Fundo Monetário…

Leia Mais

Dilma Rousseff, a rainha, e o seu mensageiro – Helga Hoffmann

Helga Hoffmann Cena: um idoso um tanto desgastado e uma senhora bem maquiada, com iluminação dirigida de modo favorável, sentados à frente de uma parede de livros parecida com aquelas que certos decoradores compram a metro quadrado. Considerando a carreira do entrevistador (e da entrevistada), o clima é de algum suspense, já que, mesmo para um programa depois de meia noite, alguns haviam convocado panelaço. Convocação a noctívagos, suponho. O entrevistador dá início, dizendo à Presidente que ele havia sido acusado de petista fanático porque fora contra o “Fora Dilma”. Até aí, normal, era uma oportunidade para declarar-se contra o impeachment prematuro; e deixou a presidente relaxada, feliz consigo mesma. Mas Jô Soares, o homem de teatro, errou no tom.  E logo de cara irritou mais um grupo, aqueles que continuam apontando razões nada triviais para um impedimento da...

Leia Mais

MP 664: o que importa o futuro? – Helga Hoffmann

É tamanha a celeuma provocada pela Medida Provisória no. 664 de 20 de dezembro de 2014, que alterou regras na pensão por morte, que se imagina que as modificações são grandes.

Leia Mais

Taxista poeta pró “intervenção constitucional” – Helga Hoffmann

Região central de S.Paulo, segunda-feira de Carnaval 2015. Tomei um taxi no fim da rua Baronesa de Itu, para ir até o Instituto Vita, na rua Mato Grosso.

Leia Mais

Professor da presidenta pede presente – Helga Hoffmann

O Professor deu mais uma entrevista professoral, pródiga em frases de efeito, como de costume (Luiz Gonzaga Belluzzo ao O Valor 16/01/2015).

Leia Mais

E ainda precisamos de Mártires da Liberdade… – Helga Hoffmann

Luto, lágrimas, um minuto de silêncio. Alguém pôs um lápis entre as flores, pelo cartunista. Fazia bons desenhos.

Leia Mais

Esquerda e direita embaralhadas – Helga Hoffmann

lichtung
manche meinen
lechts und rinks
kann man nicht
velwechsern
werch ein illtum!

Leia Mais

Não é b de bolsa, é b de bagunça – Helga Hoffmann

Dizer que a oposição não reconhece que perdeu e tenta um “terceiro turno” é artimanha do governo para calar os críticos. A oposição apenas perdeu o medo de fazer oposição.

Leia Mais